A possibilidade de poder fazer muitas das atividades diárias em ambiente online mudou vários dos nossos hábitos. Até como consumimos ou oferecemos certos serviços. Ser um advogado virtual encaixa-se perfeitamente nesse cenário. Afinal, frente a essas mudanças, tornou-se quase uma exigência encontrar novas maneiras de exercer o Direito. Especialmente em função do dinamismo que os próprios clientes esperam por viverem conectados.

Quer um exemplo? Por que pedir para o cliente ir até o escritório para fazer a cópia de um documento se ele pode tirar uma foto e encaminhar por e-mail? Sem precisar se deslocar? A foto e a cópia feita na fotocopiadora não são a mesma coisa? Não tem a mesma validade? É até mais sustentável e produtivo. Não há gasto de papel, nem perda de tempo com o uso de meios online para solucionar as necessidades do dia a a dia.

Essa já pode ser uma prática do advogado virtual. Fácil de adotar. E pela qual é possível se destacar. O atendimento virtual é algo que as pessoas tendem a valorizar. Especialmente as mais ocupadas. Para elas (e quase todas), fazer reuniões online é mais vantajoso, pela agilidade, do que agendar horário, correr o risco de atrasar, em função do trânsito, e outros imprevistos.

Pronto! Em poucas linhas, já foram dados dois exemplos de como se tornar um advogado virtual. Vai parar por aqui ou vai querer saber mais? Por que há outras maneiras de fazer parte dos novos tempos que podem interessar.

4 formas de ser um advogado virtual e despertar o interesse dos clientes

1. Usar a nuvem como aliada

Muitas pessoas guardam no imaginário a visão de que o escritório de advocacia é um local com muitos papéis e pastas espalhadas por todos os lados. Mas, adivinha só! Os advogados mais modernos tem em cima da mesa de trabalho apenas o computador! É algo que até gera surpresa. Onde estão todos os papéis?

Uma chance para acertar! Sim, estão todos guardados em drives executados na nuvem. Conhece as opções? O Google Drive e o Dropbox são os mais conhecidos e podem ser usados gratuitamente. Essa alternativa é particularmente interessante porque permite ao advogado acessar os documentos necessários a qualquer momento, de qualquer dispositivo: computador, tablet, smartphone. Também possibilita trabalhar com compartilhamento de links. Assim, duas pessoas podem elaborar uma mesma peça jurídica, ao mesmo tempo, quando necessário.

2. Criar canais de contato online

Há muito tempo, o uso de um telefone fixo deixou de ser imprescindível. Primeiro, porque surgiram os números de celulares corporativos para que os responsáveis pelas empresas pudessem ter maior mobilidade. Segundo, porque esses mesmos celulares possibilitam que a pessoa acesse a internet. Ou seja, possa consultar seu e-mails e outras mensagens enquanto espera ser atendido na padaria. Agora, há os mais diversos aplicativos que possibilitam fazer chamadas de vídeo pela internet. O Skype tem versão para telefone. O WhatsApp aperfeiçoou-se para que as pessoas possam fazer chamadas de vídeo e por aí vai.

Lembrando que hoje as pessoas quase nem fazem ligações. Algumas usam até o Instagram para enviar mensagens de áudio. A questão é avaliar o que funciona melhor no dia a dia para criar esses canais de contato online com o cliente. É enviar uma mensagem no WhatsApp para responder em um determinado horário do dia? É concentrar todas as ligações via Skype? Ou é manter a comunicação apenas por e-mail mesmo? A grande questão é analisar o que é mais efetivo para o cliente e para o advogado, para que o meio escolhido também não comprometa a sua produtividade.

3. Ter os aplicativos certos para se tornar um advogado virtual

Lembra do exemplo acima? Sobre a cópia do documento do cliente? Então, é desnecessário uma impressora com scanner se você tem um celular com uma câmera fotográfica ou, no caso de não querer usar a câmera, um aplicativo instalado no celular com essa função de scanner. Um app que é usado por diversos advogados é o CamScanner. Ele permite proteger os documentos com senha e faz os ajustes necessários automaticamente para que as digitalizações sejam nítidas.

Uma outra opção é o Tiny Scanner, que tem, basicamente, as mesmas funcionalidades do CamScanner. É uma questão de conhecer as opções e testar para saber qual se ajusta melhor à forma de trabalho como advogado virtual.

4. Proteger o certificado digital na nuvem

Já foram enumeradas as vantagens de usar a nuvem para organizar os documentos do escritório do advogado virtual. Mas, ela pode ser usada para manter protegidas outras ferramentas importantes ao advogado, como o certificado digital.

O Cofre Virtual é uma solução que permite proteger a certificação em ambiente online. Dessa maneira, o advogado deixa de necessitar da forma física do certificado (tokens e smart cards) para poder assinar documentos online.

O escritório virtual já é visto como uma forma muito vantajosa de exercer o Direito. Quer se aprofundar no assunto? Então, comece pelo e-book Advocacia virtual: as melhores dicas para manter-se atualizado com segurança!.