Como fazer o certificado digital

Como fazer o certificado digital

Como você assina documentos, hoje, no seu escritório de advocacia? Com ou sem certificado digital? Nos tempos atuais, a certificação é muito utilizada. Portanto, saber como fazer o certificado digital é um conhecimento básico para todo advogado.

Isso não quer dizer, no entanto, que você é obrigado a recordar de cada detalhe do passo a passo para a emissão da certificação. Para isso, criamos esse conteúdo. Assim, cada vez que você precisar de uma informação a respeito de como fazer o certificado digital, você poderá acessar esse link para consulta.

Então, vamos às informações mais importantes e necessárias para a emissão do certificado!

O que é preciso saber sobre como fazer o certificado digital

1. Para que você precisa do certificado digital?

Responder a essa pergunta pode ser muito fácil para você. Afinal, advogados precisam do certificado digital por determinação da lei do processo eletrônico. Em muitas Justiças, não há como enviar petições eletrônicas se você não possui uma certificação. Ainda assim, essa pergunta é feita, em alguns casos, pois, existem diferentes tipos de certificado. Cada um pode ser usado para diferentes finalidades.

Um advogado pode usar apenas um tipo específico de certificado, o e-CPF. É porque ele funciona como uma identidade virtual para comprovar a exatidão dos dados pessoais do profissional responsável pela condução de um processo como representante de um cidadão.

2. Onde salvaguardar o certificado?

Parece que a hora de responder a essa pergunta não é antes de emitir a certificação, porém, ela é feita nesse momento porque, dependendo do tipo de dispositivo escolhido para proteger o certificado digital, o valor se altera.

Dessa maneira, caso você não conheça as opções, antes de escolher qualquer uma, informe-se a respeito. É a melhor forma de não comprar algo que não será funcional para você.

Atualmente, há quatro principais maneiras de salvaguardar o certificado:

Cartão: é semelhante a qualquer cartão de banco com chip. O ponto positivo é que pode ser facilmente guardado na carteira e levado para onde o advogado precisar ir e, talvez, trabalhar. O ponto negativo é que só armazena um tipo de certificado, o A3. Em alguns casos, pode necessitar o uso em conjunto de uma leitora de cartão. Dessa maneira, o advogado terá de sempre lembrar de levar ambos consigo para o caso de precisar assinar um documento com certificado digital.

Nuvem: o único contra de proteger o certificado digital na nuvem é se for necessário acessá-lo e o local em que o advogado estiver não possuir acesso à internet. Fora isso, não há com o que preocupar quando o certificado digital está sob a proteção de uma solução executada em ambiente online.

Computador: ter o certificado salvo no próprio computador limita, um pouco, o trabalho do advogado. Já que ele precisa estar com o computador sempre consigo para poder usar a certificação. Ás vezes, levar o computador nem sempre é possível, principalmente quando é só para garantir que se estará com o certificado digital para o caso de ser necessário assinar algum documento com ele. Também pesa o fato de que no computador, só há a possibilidade de proteger o certificado digital do tipo A1.

Token: o token é outro dispositivo semelhante a uma mídia já conhecida, ou seja, o pen drive. Igualmente fácil de perder ou esquecer em algum lugar, também só serve para armazenar o certificado digital do tipo A3.

3. Qual é a validade do certificado digital?

Lembra que acima falamos dos certificados do tipo A1 e A3? Pois, é. Esses números ao lado da letra representam o prazo que a certificação vale. Isso significa que com o certificado digital do tipo A1 é possível assinar qualquer documento por um ano. Consequentemente, com a certificação do tipo A3 esse prazo é equivalente a 36 meses.

Qual é o prazo que você prefere que o seu certificado tenha é outra decisão que é preciso tomar já nos momentos iniciais da aquisição do mesmo. Essa resolução é exigida já no início também porque, dependendo da validade, o preço sofre alteração. Ainda, porque é preciso prever quando será necessário fazer a renovação do certificado digital.

4. Como fazer a solicitação do certificado?

A solicitação do certificado digital inicia simultaneamente à definição dos tópicos acima já que cada um deles representam um passo da solicitação do certificado no site de uma Autoridade Certificadora (AC). Ainda não falamos disso, mas é a AC a responsável por entregar a certificação para quem a solicita.

Existem diversas Autoridades Certificadoras no Brasil. Algumas delas, atuam em conjunto com soluções que protegem o certificado digital na nuveme já facilitam a aquisição do certificado e do dispositivo em que ele ficará protegido. Nesse caso, o espaço no ambiente online.

O importante, seja qual for a maneira escolhida para adquirir o certificado digital, é preencher todas as informações do cadastro corretamente. Elas serão vinculadas à certificação, por isso, o preenchimento incompleto deve ser evitado ao máximo para não impedir que o certificado seja emitido.

6. Por que a validação presencial é necessária?

A validação presencial é o momento no qual as informações do cadastro serão confirmadas com a apresentação dos documentos pessoais.

Nenhuma certificação é emitida sem que a validação presencial seja realizada. Por isso, logo após o cadastro e confirmação do pagamento, é preciso agendar o dia e o horário para comparecer pessoalmente a uma unidade da Autoridade Certificadora para comparação dos documentos e coleta de outros dados, como os biométricos. Somente depois disso é que o certificado é emitido e pode ser utilizado na assinatura de documentos.

Agora que você já sabe como fazer o certificado, que tal conhecer o passo a passo para o seu certificado digital na nuvem? O download é gratuito!

 

Deixe seu comentário

cofrevirtual@softplan.com.br | +55 48 3027-8000
© 2018 Cofre Virtual - Todos os Direitos Reservados
Uma iniciativa

Notice: Undefined index: total_count_position in /home/cofrev/public_html/cofrevirtual/blog/wp-content/plugins/social-pug/inc/functions-frontend.php on line 46
shares