A atualização do Código de Processo Civil (CPC) promoveu alterações, também, no contrato de prestação de serviços advocatícios. Assim, para que o advogado possa se comprometer a prestar os serviços de natureza advocatícia e o cliente, a remunerar o profissional, a título de honorários advocatícios, é preciso ter atenção ao que consta na legislação. Não apenas no CPC, mas também no Estatuto da Advocacia e da Ordem dos Advogados do Brasil. Além das normas, o importante no contrato são as cláusulas. Muitas delas podem servir para resguardar o advogado em exercício profissional. Também podem exigir que o contratante se comprometa em atender as demandas do processo. Por exemplo, manter sempre atualizados seus…