Assim como para qualquer pessoa, a gestão de tempo para advogados é algo de muito valor, pois é o que ajuda a tornar a rotina mais organizada, além da influencia direta que exerce sobre a produtividade.

Qualquer profissional que não tenha uma capacidade mínima de gerir o próprio trabalho, corre o risco de ficar para trás no mercado, pois o que os clientes querem, pelo menos, é perceber que há organização e interesse por suas demandas. Boas intenções não bastam!

O que fazer, então? Existem algumas maneiras de realizar todas as atividades que são necessárias e, quem sabe, ainda ter tempo para se dedicar a outras e novas atividades, tão importantes quanto as recorrentes para garantir o reconhecimento e o futuro profissional. Mas é preciso buscá-las, estudá-las, ver quais são possíveis de serem aplicadas e, acima de tudo, aplicá-las de fato. No fim, o esforço é para valer a pena! Portanto, arregace as mangas que é hora de começar a gerir o tempo de forma eficiente!

Lições de gestão de tempo para advogados

1- Saber priorizar

Uma realidade quase diária dos advogados é que muitas das tarefas sobre as quais são responsáveis são todas prioritárias. E sabe-se que quando tudo é prioridade, nada é, realmente, prioridade. É preciso estabelecer uma hierarquia para cada tarefa a ser executada e saber que pode ser solicitada ajuda quando há mais de duas atividades, com a mesma importância, exigindo atenção. Saber o momento de pedir ajuda é um dos fatores que determina se a gestão do tempo para advogados está sendo bem realizada ou ainda carece de entendimento.

2- Limitar as interrupções

Um bom gestor do tempo sabe em que momento responder e-mails, mensagens de telefone, ligações. No mundo atual, estamos o tempo todo conectados, especialmente em nossos aparelhos celulares. E os sinais sonoros que eles emitem a cada mensagem que chega parece não dar a chance de não ver o que está “pipocando” na tela. Afinal, pode ser algo importante, certo?

Sim, pode ser algo importante. Contudo, nem sempre é. E ter ou desenvolver esse discernimento de que certos retornos podem esperar faz toda a diferença em uma boa gestão do tempo. É possível fazer um teste e ficar um dia com o celular no silencioso, guardado em uma gaveta, até a hora do almoço ou o fim do expediente. Só de evitar pegá-lo quando a concentração estiver voltada à petição que se está escrevendo, já é possível perceber o ganho de tempo que ocorreu no desempenho dessa tarefa.

3- Medir o tempo

No dia a dia, já é possível ter uma noção do tempo que se leva para escrever uma peça jurídica, atender clientes e daí em diante. Planejar o dia para que cada coisa aconteça no tempo necessário, reservando um período para atender a imprevistos, também é uma boa prática de gestão de tempo para advogados. Muitas vezes, os profissionais do direito apenas chegam em seus escritórios e atendem aos compromissos sem nem observar o tempo que estão despendendo na execução de uma ou outra atividade. Quando percebem, o dia acabou e se tem a sensação de que nada foi feito.

Essa sensação não é exclusiva dos advogados. A maior parte das pessoas que não gerem minimamente o próprio tempo encerram o dia de trabalho com esse sentimento. Organizar-se, observar quanto tempo foi preciso para executar cada coisa, ajuda a ter mais clareza do que foi feito, de como o dia seguinte pode ser mais produtivo e gera uma relação mais ordenada e saudável com o trabalho.

4- Dispor da tecnologia

A boa e velha agenda funciona muito bem para fazer a gestão do tempo. É possível usá-la, sim, embora o papel tenha algumas limitações que não se enfrenta quando se dispõe de tecnologia. E existem muitas a dispor do advogado. O Cofre Virtual, por exemplo, evita que ele tenha sempre de se lembrar de ter consigo o token ou smart card para assinar digitalmente os documentos com o certificado digital. Os que atuam em Santa Catarina já podem usar o aplicativo da plataforma, o que deixou tudo mais fácil.

E o Cofre Virtual é apenas uma das soluções tecnológicas que podem colaborar para que o advogado ocupe a cabeça com coisas mais importantes e se sinta seguro para se dedicar a outros afazeres. Tem muitas outras possibilidades que vale a pena conhecer.

Dicas como essas facilitam, e muito, a gestão de tempo para advogados. É um assunto de muito interesse sobre o qual sempre falamos em nossas redes sociais. Acompanhe o que compartilhamos no LinkedInFacebook, Instagram  e Twitter. Você vai querer seguir!